Dia Internacional do Celíaco!

Segundo a FENACELBRA, cerca de 2 milhões de brasileiros sofrem de doença celíaca

Apesar do glúten ter ficado famoso recentemente, a proteína sempre foi responsável por uma doença sistêmica autoimune, que se não for tratada corretamente pode, inclusive, levar à morte. Para promover a conscientização da sociedade em relação à doença celíaca, o dia 15 de maio foi escolhido como o Dia Internacional do Celíaco.

A doença celíaca se desenvolve em pessoas com tendência genética à enfermidade e, normalmente, surge na infância, quando as crianças têm entre um e três anos, mas pode aparecer também durante a fase adulta. A desordem no organismo, se dá quando o indivíduo ingere glúten, proteína presente em diversos alimentos como trigo, aveia, centeio, cevada e malte.

Normalmente, são realizados exames de sangue para detectar a doença. Já o tratamento é único: o celíaco não pode ingerir glúten durante toda a vida. Adaptar a dieta pode ser trabalhoso, mas é a única forma de levar uma vida normal e saudável.

De acordo com a Federação Nacional das Associações de Celíacos do Brasil (FENACELBRA), a lista de alimentos permitidos para os celíacos inclui:

Cereais: arroz, milho.

Farinhas: mandioca, arroz, milho, fubá, féculas.

Gorduras: óleos, margarinas.

Frutas: todas, ao natural e sucos.

Laticínios: leite, manteiga, queijos e derivados.

Hortaliças e leguminosas: folhas, cenoura, tomate, vagem, feijão, soja, grão de bico, ervilha, lentilha, cará, inhame, batata, mandioca e outros).

Carnes e ovos: aves, suínos, bovinos, caprinos, miúdos, peixes, frutos do mar.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *